Segunda-feira, 9 de Maio de 2016
OMISSÃO DO GOVERNO LEVAM BRASILEIROS A FORMAR BRIGADA DE APLICADORES POPULARES DE AUTO-HEMOTERAPIA
Contra um governo omisso e irresponsável

Brasileiros formam grupos populares para multiplicar aplicadores de auto-hemoterapia  
 
O primeiro grupo formado especialmente para capacitar outros aplicadores populares de auto-hemoterapia no Brasil está criado: foi treinado no Patrimônio da Penha (Caparaó Capixaba), no Espírito Santo, neste sábado (07/05/2016).  
 
O treinamento dos 19 participantes, realizado durante toda a manhã, foi conduzido pelo dr. Antonio Chiesa, de 78 anos, sanitarista, biólogo e farmacêutico. Ele atendeu a solicitação da comunidade, e realizou a atividade voluntariamente. Também recusou o reembolso do gasto com o seu transporte e o material.  
 
A maior parte dos treinandos se comprometeu a ensinar o que aprendeu à outras pessoas, formando grupos populares de aplicadores. O grupo irá aplicar uma técnica que cura fortalecendo o organismo: aumenta a imunidade em quatro vezes. A auto-hemoterapia foi usada pela primeira vez na década de 90 do século XIX, e é usada livremente em todo o mundo.  
 
Contudo, os brasileiros não podem mais receber a auto-hemoterapia nas unidades de saúde, nem orientação profissional para seu uso. Em ato criminoso, que fere a própria Constituição Federal, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e os Conselhos Federais de Medicina (CFM), de Enfermagem (Cofen) e de Farmácia (CFF) proibiram a auto-hemoterapia em 2007, depois de 109 anos de uso livre no Brasil. 
 
A decisão de capacitar pessoas da comunidade como aplicadores de auto-hemoterapia surgiu como reação à proibição arbitrária, depois de discussão de moradores da região, que foram ou são usuários, mas encontram dificuldades em encontrar pessoas que apliquem. 
 
A formação de aplicadores populares de auto-hemoterapia é defendida por muitos especialistas. O pessoal assim qualificado atenderia às pessoas em locais de difícil acesso, seja em regiões como a Amazônia, ou em países da Africa e da Ásia. Ou, ainda, no caso de uso continuado na própria família, para tratamento de doenças cronicas e degenerativas. 
 
Os atores 
 
O sanitarista Antonio Chiesa conheceu a auto-hemoterapia ainda jovem. Aplicou a técnica por ordem médica, como auxiliar do médico da cidade onde morava, e como prático de farmácia. Tinha então menos de 20 anos e aplicou a auto-hemoterapia durante muitos anos. Mas a técnica caiu no esquecimento dos profissionais de saúde, em ação orquestrada pelos laboratórios farmacêuticos transnacionais. Para vender mais remédios e lucrar mais, divulgavam que a técnica era ultrapassada. 
 
Com a divulgação do DVD com a entrevista do dr. Luiz Moura ( https://www.youtube.com/watch?v=N-dmpGfkKN0 ) na internet, o sanitarista Antonio Chiesa não só redescobriu o tratamento, como passou a usá-lo. Os resultados em si, o salvado de grave doença, o levou a retomar as aplicações na região da Grande Vitória, onde mora. Já fez mais de 50 mil aplicações da técnica. Este conhecimento o tornou divulgador da auto-hemoterapia onde pode.
 
O pedido a ele para o treinamento foi apresentado pela comunidade, após discussão sobre como oferecer a auto-hemoterapia aos moradores, até que a auto-hemoterapia seja liberada para os profissionais de saúde que fazem Ciência, estudam e conhecem a técnica. Para isto, os brasileiros terão que vencer o ato criminoso da proibição pela Anvisa e pelos Conselhos profissionais de Saúde. 
 
O Cenário  
 
O Patrimônio da Penha, no município de Divino de São Lourenço, no Caparaó Capixaba, é uma pequena comunidade com menos de 1.000 habitantes. É localizado a 258 quilômetros de Vitória (acesso por ônibus a partir de Guaçui).  
 
É livre da poluição do ar, com água pura (a água entregue a população não é tratada). A vegetação de mata atlântica é rica, embora as plantações de eucalipto estejam se alastrando na região, com omissão total do poder público, o que é um crime. Apesar do uso intenso de agrotóxicos na região, Patrimônio da Penha é considerado um local de cura. 
 
Espiritualismo e cura 
 
Buscando práticas que curam, para o Patrimônio da Penha convergem pessoas de todo o país e muitas do exterior. Especialistas das mais diversas áreas, com formação completa pela via acadêmica ou popular, trabalham nas áreas de homeopatia, acupuntura, fitoterapia. Muitos buscam o aperfeiçoamento para a pratica da medicina quântica.  
 
Reiki, massoterapia, cambô, Viver de Luz, entre outros caminhos para a cura, têm orientadores em Patrimônio da Penha. Há muitos usuários de urinoterapia. Uma especialista em medicina ayurveda acaba de se mudar para o local. 
 
A espiritualidade é manifesta principalmente pela Doutrina do Santo Daime, que tem Igreja no Patrimônio da Penha. 
 
O caminho  
 
Os praticantes de auto-hemoterapia capacitados no sábado em Patrimônio da Penha têm orientação para aprofundar os estudos teóricos, ao mesmo tempo que realizam as aplicações, se aperfeiçoando no emprego da técnica. Para isso foram apresentados os cuidados especiais de biossegurança que devem empregar. 
 
Além do conteúdo divulgado pela dr. Luiz Moura, foi mostrado a importância de que os treinandos estudem o texto do dr. Jésse Teixeira, de 1940, com o título "Complicações Pulmonares Pós-Operatórias  
http://www.rnsites.com.br/artigo_jesse_teixeira.pdf& nbsp;) ; "Imunoterapia: O impacto médico do século", do dr. Ricardo Veronesi ( http://www.rnsites.com.br/artigo_ricardo_veronese.pdf ).
 
Também recomendado o estudo de publicações recentes sobre pesquisas em auto-hemoterapia, como: " Abstract 
J Altern Complement Med. 1997 Summer;3(2):155-8. 
Successful treatment of herpetic infections by autohemotherapy. 
Olwin JH1, Ratajczak HV, House RV. 
Author information 
 
Abstract 
 
 
Herpes zoster (shingles) affects a significant number of individuals over age 50. To date, no satisfactory treatment has been available. The clinician author (JHO) witnessed a dramatic response of a shingles patient to autohemotherapy: the pain was completely relieved and lesions gone within 5 days with no recurrence of either. Treatment of other herpetic patients then began with autohemotherapy. Twenty-five patients with herpes were given an autologous blood transfer of 10 mL of blood from the antecubital vein into the gluteal bundle and followed for clinical signs. A 100% favorable response occurred in 20 patients who received autohemotherapy within 7 weeks of the onset of clinical signs and 1 other who received autohemotherapy at a 9-week interval. No untoward signs or symptoms of the treatment occurred. Autohemotherapy has been demonstrated to be effective in elimination of clinical sequelae in these cases of herpes infections and these results justify further rigorous clinical investigation. 
 
PMID: 
9395705 
[PubMed - indexed for MEDLINE] 
 
----------------------------------------------------------------- --- 
 
ANNALES DE DERMATOLOGIE ET DE VÉNÉRÉOLOGIE 
 
Autohémothérapie locale dans l'angiodermite nécrotique : étude pilote - 29/04/08 
Doi : AD-03-2005-132-3-0151-9638-101019-200513131  
D. Courivaud [1], 
M. Ségard [1], 
S. Darras [1], 
O. Carpentier [1], 
P. Thomas [1] 
 
----------------------------------------------------------  
 
Livros no Google Play 
Praxis der Eigenbluttherapie 
 
Harald Krebs 
Elsevier,Urban&FischerVerlag, 2008 - 166 páginas 
 
--------------------  
 
AUTOHEMOTHERAPY REFERENCE MANUAL 
Definitive Guide and Historical Review 
From Bloodletting to Stemcells 
[Table of Contents] 
A technical report by 
S. Hale Shakman 
 
Autohemotherapy as the ultimate simple, safe and proven autovaccine, and a most essential integrative concept within a broad historical context encompassing bloodletting, bone-marrow transplantation, autotherapy, vaccine-therapy, and alternative medicine; comprehensive review of the history of autologous therapy for cancer; 
indexed excerpts from the historical autohemotherapy literature on a range of topics and diseases. 
ISBN/EAN13:1453600752 / 9781453600757; Page Count 294; Binding Type:US Trade Paper; Trim Size:8" x 10"  
 
 
Três dos títulos têm tradução para o português. Todos mostram que a produção científica sobre o tema está em pleno andamento, contrariando as mentiras da Anvisa e dos médicos, enfermeiros e farmacêuticos que rejeitam a técnica por ignorância ou preguiça de estudá-la. 
 
Sugestão  
 
O dr. Antonio Chiesa também sugere o estudo das variações da auto-hemoterapia clássica. Algumas delas, por gerarem lucros para os profissionais de saúde, são realizadas pelos médicos e até incentivadas pelo governo. Em todos os casos os resultados de cura são os mesmo da auto-hemoterapia clássica, divulgada pelo dr. Luiz Moura. 
 
São: "Plasma Rico em Plaquetas (PRP)” como se vê na Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, vol.33 no.1 Rio de Janeiro Jan./Feb. 2006. No endereço http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-69912006000100 007&scr...
 
“O PRP, que consiste na injeção do próprio sangue do atleta nas áreas atingidas, acelera a cura de traumas e lesões em músculos e tendões” http://busca.globo.com/Busca/?query=Plasma%20Rico%20em%2 0Plaquetas mostra várias reportagens sobre o tema.
 
Quem faz? Ronaldinho fenômeno, jogador, Cláudia Raia, Tarcisio Meira e esposa, etc.  
Ver em "DOPING  
Técnica aprovada  
 
Novidade na lista de substâncias proibidas que a Agência Mundial Anti-doping divulgará em breve. O plasma rico em plaquetas será liberado para uso em atletas, a partir de 1º de janeiro de 2011. O tratamento consiste em injetar nas lesões uma concentração de células reparadoras extraída do próprio sangue da pessoa. O PRP cicatrizante já foi usado por artistas como Claudia Raia, Glória Menezes e Tarcísio Meira."  
 
 
 
----------------------------------------------------------------- ------------------------  
 
Outra técnica derivada da auto-hemoterapia clássica: Ozonioterapia. Ver no endereço da Associação Brasileira de Ozonioterapia (ABOZ)http://www.aboz.org.br/Web/secoes_site.asp?id=7
Famosos que fazem: Pelé e Pepeu Gomes.  
 
 
-------------------------------------------------------------  
Auto-hemoterapia na Homeopatia. Ver no endereço http://www.escoladehomeopatia.org.br/lê-se&nbs p;em uma de suas páginas:
"Licínio Cardoso (RJ)  
Em 1923 cria a isopatia sanguínea ou auto-hemoterapia por via ...”  
 
-------------------------------------------------------------  
 
Há, ainda, a auto-hemoterapia a partir do método criado pelo dr. Jorge González. O site da Associação Mexicana para o Diagnóstico e Tratamento das Doenças éhttp://autohemoterapia.com/ e e, dos argentinos, http://autohemoterapia.4t.com/
 
No site são ensinadas as doses de auto-hemoterapia em crianças.  
 
--------------------------------------------------------------&nb sp;
 
Outra técnica derivada da auto-hemoterapia clássica: Tampão Sanguíneo Peridural  
“Nota de esclarecimento  
 
Em face de falha na redação do artigo “Auto-hemoterapia não tem eficácia comprovada” no Jornal Medicina (XXII, 167, DEZ/2007, p.11), esclarecemos que o procedimento terapêutico denominado “tampão sangüíneo peridural” é cientificamente amparado por relevante literatura médica e remetemos o leitor ao texto que trata dessa matéria no Parecer CFM 12/07.”  
 
O texto citado acima está na página do editorial do jornal do Conselho Federal de Medicina (CFM)http://www.portalmedico.org.br/JORNAL/Jornais2008/Jan/pa g5.html
 
Veja ainda: "Tampão Sangüíneo Peridural: Um Método a Ser Absolvido", transcrito no endereçohttp://www.rnsites.com.br/tsperidural.pdf
 
Um relato de cura 
 
Durante o treinamento foi colocado à disposição dos alunos o depoimento abaixo, produzido a pedido. 
 
DEPOIMENTO 
 
Era início dos anos 50, eu estava com seis anos e adquiri um eczema brabo, que me tomou toda a parte posterior de ambas as coxas. Lembro do tratamento convencional com pomadas, e que eu ia para o jardim da infância com as pernas cobertas por gaze e esparadrapo. 
 
Na minha lembrança, aquela fase prolongou-se por um tempo sem fim, até que o médico da família, doutor Mário Monjardim, do Rio de Janeiro, indicou um tratamento fora do convencional, com meu próprio sangue. 
Começaram, assim, seguidas idas à farmácia para a coleta do sangue e aplicação no músculo. 
 
Minha mãe conta que o programado seria começar com 1cm de sangue, chegando até 10cm. Mas não foi preciso complementar a série, pois minha melhora foi observada logo de início, e evoluiu para a cura total. 
 
Há alguns anos, ao tomar conhecimento da “novidade” da auto-hemoterapia, reconhecemos, eu e minha mãe, o tratamento que nos fora indicado em 1950 por um profissional sério e aberto a conhecimentos não institucionalizados. 
 
Mirian da Silva Cavalcanti 
RG – 1875062-0/ Instituto Félix Pacheco 
 
“Carioca, vivo desde 1993 em pequena vila do interior do Espírito Santo. Aqui no ES participei da criação de uma ong ambientalista, e venho atuando nessa área há 23 anos, especialmente no tocante à educação ambiental para crianças e jovens. 
 
Graduada em Serviço Social pela Uerj (então UEG), estou aposentada, e desde 2010 venho me dedicando à literatura, já tendo livros publicados — de ficção e infantojuvenil.” 
 
 
O autor é jornalista. 
Ubervalter Coimbra 
65 anos 
- Patrimônio da Penha - Caparaó Capixaba
 
Publicado em 9 de maio de 2016 
 

http://hemoterapia.org/informacoes_e_debate/ver_opiniao/contra-a-proi bicao-da-anvisa-do-cfm-e-cofen-brasileiros.asp  



publicado por auto-hemoterapia às 18:56
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim
.pesquisar neste blog
 
.Dezembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Auto-hemoterapia X endome...

. Com auto-hemoterapia, pac...

. Proteinúria: auto-hemote...

. AUTO-HEMOTERAPIA MELHORA ...

. AUTO-HEMOTERAPIA CURA PN...

. Auto-hemoterapia recupera...

. Auto-hemoterapia pode tra...

. AUTO-HEMOTERAPIA CURA CRI...

. AUTO-HEMOTERAPIA NA CURA...

. AUTO-HEMOTERAPIA CURA A...

.arquivos

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

.tags

. todas as tags

.Visitantes
blogs SAPO
.subscrever feeds